Notícia

Documentário vai focar o município de Serra do Ramalho


Jan 7
  2015

Serrado Ramalho, no sertão baiano, será tema de um documentário com direção de Cláudio Marques e Marília Hughes, autores do premiado Depois da Chuva (que entra em circuito nacional no dia 15 de janeiro). “Os militares a chamavam de Cidade do Futuro, que vai ser o nome do filme”, conta Claudio Marques. Além de contar as histórias dos moradores mais antigos, a película também vai retratar os jovens do lugar. Na época, a maior parte das 73 mil pessoas foram removidas para a construção da hidrelétrica de Sobradinho.

SERRA

A emancipação política do município ocorreu em 1989, mas a história de Serra do Ramalho começa bem antes de seu desmembramento de Bom Jesus da Lapa. Localizado no oeste baiano, entre o rio São Francisco e a serra que lhe batiza, Serra do Ramalho surgiu, em meados da década de 1970, como Projeto Especial de Colonização – PEC, para receber as famílias desalojadas com a construção da barragem de Sobradinho, no norte da Bahia. Mas mesmo antes do Projeto, a região era habitada, com maior concentração nas margens do São Francisco.

As populações ribeirinhas são formadas, em sua maioria, por comunidades remanescentes de quilombolas. São os mais antigos habitantes do lugar. Depois vieram, de Pernambuco, os índios da tribo Pankaru, que se instalaram numa reserva próxima à agrovila 19. Entre os pontos turísticos estão o Caldeirão verde localizado entre as agrovilas 06 e 08, o Rio São Francisco, a  Festa de São Sebastião e a Lagoa, localizada na área do projeto Extrativista entre as agrovilas 03 e 05.

Certificado

Eventos, Palestras e Cursos

Redes Sociais

Links Úteis